segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

O estrago deixado por Eike Batista e Roseana no Maranhão

Preso pela Polícia Federal nesta segunda-feira (30), o empresário Eike Batista deixou um rastro de miséria e engano no Maranhão.

 Por John Cutrim
 
Para quem não lembra, a vinda de Eike Batista ao Maranhão foi patrocinada pela então governadora Roseana Sarney em março de 2009, após o golpe judicial que tirou Jackson Lago do poder. Eike e Roseana venderam a promessa de um falso “eldorado”, que surgiria da exploração de gás e petróleo em municípios paupérrimos do estado, como Capinzal do Norte, Trizidela do Vale e Santo Antônio dos Lopes, entre outros.

Só que tudo não passou de mais um engodo da família Sarney. A exemplo da Refinaria da Petrobras em Bacabeira, que não saiu do papel, do golpe do pólo têxtil de Rosário, que levantou 24 milhões de dólares de empréstimos da SUDENE junto ao BNB e enganou cerca de 4 mil homens e mulheres humildes da região do Munin; e da Usimar, que contou com o decisivo apoio da governadora Roseana Sarney. 


 Por John Cutrim
Para quem não lembra, a vinda de Eike Batista ao Maranhão foi patrocinada pela então governadora Roseana Sarney em março de 2009, após o golpe judicial que tirou Jackson Lago do poder. Eike e Roseana venderam a promessa de um falso “eldorado”, que surgiria da exploração de gás e petróleo em municípios paupérrimos do estado, como Capinzal do Norte, Trizidela do Vale e Santo Antônio dos Lopes, entre outros.

Só que tudo não passou de mais um engodo da família Sarney. A exemplo da Refinaria da Petrobras em Bacabeira, que não saiu do papel, do golpe do pólo têxtil de Rosário, que levantou 24 milhões de dólares de empréstimos da SUDENE junto ao BNB e enganou cerca de 4 mil homens e mulheres humildes da região do Munin; e da Usimar, que contou com o decisivo apoio da governadora Roseana Sarney. 

O Conselho Deliberativo da SUDAM aprovou um projeto no valor global de U$ 1,38 bilhão e liberou uma parcela inicial de 44 milhões de dólares para a instalação de uma fábrica de autopeças no Distrito Industrial de São Luís. A empreiteira Planor construiu um barracão no local, o empreendimento nunca saiu do papel e o dinheiro liberado desapareceu.

O embuste do clã voltou a ocorrer no Maranhão com a tal
O Conselho Deliberativo da SUDAM aprovou um projeto no valor global de U$ 1,38 bilhão e liberou uma parcela inicial de 44 milhões de dólares para a instalação de uma fábrica de autopeças no Distrito Industrial de São Luís. A empreiteira Planor construiu um barracão no local, o empreendimento nunca saiu do papel e o dinheiro liberado desapareceu.

O embuste do clã voltou a ocorrer no Maranhão com a tal reserva de gás em Capinzal do Norte e Santo Antônio dos Lopes, o que seria a salvação/redenção do Maranhão. Festejado pelos Sarneys que as empresas de Eike (OGX E EBEX) haviam descoberto a ‘meia Bolívia’ de gás natural no interior do Maranhão, o empresário foi incensado e promovido a semideus por José Sarney, Roseana e integrantes do seu grupo, mas logo viu seu império cair. Nada de exploração de gás no Maranhão e os milhares de empregos que seriam gerados não passaram de fantasia. Ficou a miséria dos maranhenses enganados por Eike e o grupo Sarney.

DOAÇÕES SUSPEITAS

Vale destacar que o empresário Eike Batista figura como um grande doador de campanhas eleitorais. Entre os beneficiados a ex-governadora Roseana Sarney (PMDB), que recebeu R$ 1,5 milhão para suas campanhas eleitorais. A Polícia Federal deve investigar os repasses suspeitos.

De acordo com dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Eike destinou, em 2010, R$ 500 mil à campanha de Roseana ao governo do Maranhão.


Antes, no ano de 2006, o PFL (atual DEM) do Maranhão, que tinha à frente Roseana Sarney, obteve R$ 1 milhão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário