terça-feira, 1 de setembro de 2020

Senador Weverton Rocha se une a Roseana e esquece o que fizeram com Jackson Lago em 2009

Março de 2009, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) cassa o mandato do governador Jackson Lago (PDT) – eleito pelo povo maranhense nas urnas – numa trama arquitetada pelo então Senador José Sarney, mostrando sua mágica habilidade em Brasília.
A trama ficou marcada na história como o acontecimento político mais nefasto do Maranhão. O governador pedetista que veio falecer em abril de 2011 – um dos motivos foi a angústia da injustiça cometida contra ele – ficou desolado e ciente que o PMDB da família Sarney foi o grande responsável pela sua defenestração do Palácio dos Leões.
Entretanto, nesta segunda-feira (31) histórica, o senador Weverton Rocha, presidente estadual do PDT, que na época da cassação de Jackson era secretário de Estado de Esporte e Juventude, decidiu aliar o partido do ex-governador à velha política oligárquica da família Sarney.
O senador foi até a cobertura da ex-governadora Roseana Sarney, no Edifício Murano, na Península da Ponta D’Areia em São Luís e selou um acordo nestas eleições e, obviamente, apontando para as eleições de 2022.
Um erro político sem precedentes e que atinge em cheio a memória do ex-governador, a história do próprio partido, e também, a militância aguerrida pedetista.
O tempo tratará de mostrar a Weverton que ele está levando o PDT na contramão.
Por Domingos Costa

Nenhum comentário:

Postar um comentário