terça-feira, 15 de setembro de 2020

Fábrica de refrigerantes encerra produção no Piauí e 100 funcionários são demitidos


A única fábrica da Coca-Cola no Piauí anunciou o encerramento da produção de refrigerantes. Com a decisão, 100 trabalhadores foram demitidos e comunicados formalmente nesta segunda-feira (14). Mesmo após o fim da fabricação no estado, as atividades de vendas, logística e distribuição, que empregam cerca de 500 colaboradores, foram mantidas.

"Especialmente no caso da logística, investimentos adicionais devem ser feitos para atender o novo modelo da operação. Com investimentos de mais de R$ 33 milhões nos últimos três anos no estado do Piauí, a empresa seguirá atendendo normalmente os mais de 8 mil pontos de venda em todo Estado", informou a empresa por meio de nota. 

A fábrica no Piauí, empresa Solar Coca-Cola, fica localizada na Avenida União, no bairro Água Mineral, na zona Norte de Teresina. Em funcionamento desde 1976 ( 44 anos), a empresa emprega 600 trabalhadores. Desses, 100 foram desligados com os novos ajustes. 

"Todos estão sendo tratados com integral respeito e consideração e, além das devidas verbas trabalhistas, a empresa ofereceu um pacote adicional de benefícios. Essa decisão é tomada como parte da constante e necessária busca de eficiência, sinergias e competitividade", informou a nota da empresa. 

O encerramento das atividades de fabricação não tem relação com a pandemia do novo coronavírus, conforme informou a empresa. 

“O Piauí é muito importante para a Solar. Continuaremos e investir no mercado, na parceria com nossos clientes e, assim, manter o atendimento de toda a população piauiense com toda a atenção e qualidade dos nossos produtos e serviços”, destaca Fabio Acerbi, Diretor de Relações Externas da empresa.

Além de Coca-Cola, a Solar fabricava os refrigerantes Fanta Uva, Fanta Laranja e Kuat. 

Graciane Sousa/Cidade Verde

Nenhum comentário:

Postar um comentário