segunda-feira, 3 de agosto de 2020

Subtenente da PM de Caxias é morto após conflito com a PRF na BR-316

O subtenente Baltazar, da Polícia Militar (PM), lotado em Caxias (MA), foi morto, às 20h40 de domingo (2), pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), durante conflito na rodovia BR-316, no Quilômetro 571, no povoado Descanso, na entrada para o município de Coelho Neto.
O chefe da Comunicação Social da PRF do Maranhão, inspetor Antônio Norberto, disse que o subtenente Batazar, com 30 anos de serviço na PM, foi morto, atingido com dois tiros, após sacar a arma, depois de ameaçar atirar contra os dois policiais rodoviários federais, que estavam exigindo seus documentos para concluírem a ocorrência de uma colisão em que o oficial se envolveu na BR-316.
O inspetor Antônio Norberto informou que o subtenente Baltazar colidiu sua caminhonete Hilux  na lateral  de um caminhão na rodovia BR-316,  na entrada para o município de Coelho Neto e se recusou a entregar os documentos para que os policiais rodoviários federais fizessem o registro do acidente.
"O subtenente estava muito alterado, aparentemente embriagado porque sua voz estava embargada e ninguém entendia o que falava. Sem os documentos dos envolvidos não se pode concluir o registro do acidente e parecia que o militar queria que o acidente não fosse registrado e apurado", afirmou o inspetor Antônio Norberto.
A PRF e a PM abriram procedimentos para apuração do crime, que está sendo investigado em inquérito policial aberto pela Polícia Civil de Caxias.
Do Cidade Verde

Nenhum comentário:

Postar um comentário