27 dezembro, 2022

AMIGOS DO PODER: Prefeitos que idolatravam Weverton agora correm atrás de Brandão nos eventos do governo

De olho nas eleições municipais vindouras, os “amigos do poder” agora tentam se aproximar de Brandão, a quem eles queriam “enterrar” no último dia 02 de outubro. 

Carrinho, Deibson Balé, Toinho Patioba colaram em Brandão durante evento do governo…

Um fenômeno político vem ocorrendo no Maranhão apenas dois meses após as eleições. Diversos prefeitos que idolatravam o senador Weverton Rocha (PDT) decidiram desapegar do pedetista após a “surra” nas urnas e começaram a se aproximar desesperadamente do governador Carlos Brandão (PSB).

Exemplo é que nesta segunda-feira (26) o governador Carlos Brandão participou de ampla agenda de entregas de obras e serviços nos municípios de Presidente Dutra e São Mateus, e nas duas cidades aparecem pedetistas “fogueteiros” de todos os lados.

Fanático pelo candidato a governador derrotado Weverton, o prefeito da cidade de Viana, Carrinho (PL), não quis desgrudar um instante sequer do chefe do Palácio dos Leões. O gestor aproveitou para tirar fotos e tietar o socialista.

A mesma atitude seguiu o prefeito do município de Trizidela do Vale, Dr, Deibson Bale, que aliás, é do mesmo partido de Weverton, o PDT. O gestor era um dos mais que mais mostrava os dentes, ao lado de Brandão, o largo sorriso batia de orelha a orelha.

Por sua vez, Toinho Patioba, prefeito de Gonçalves Dias, que na campanha eleitoral – assim com os dos citados acima – lotou vários ônibus para a Convenção de Weverton Rocha no estádio Nhozinho Santos em São Luís, foi outro que não soltou aos mãos do governador.

E pior que isso, em uma reportagem de um site da sua região, Patioba ainda inventou uma história mirabolante afirmando que foi convidado para o a cerimonia por Brandão, de quem, segundo ele, “é aliado e amigo de longas datas”.

Como bem diz um conhecido ditados populares: “nada como um dia após o outro”…

E verdade seja dita, Brandão sabe quem são seus amigos para todas as horas e sabe, também, diferenciar os “amigos de verdade” e os “amigos do poder”.

Do Domingos Costa

Nenhum comentário:

Postar um comentário