sábado, 21 de julho de 2018

Flávio Dino aumenta de 5 para 50 os prédios do Viva/Procon deixados por Roseana Sarney

Tirar um documento parece algo simples, mas pode custar tempo e dinheiro se não houver um local perto de casa onde isso possa ser feito. É esta uma das funções do Viva/Procon: facilitar a vida de quem precisa do atendimento. Nos últimos três anos e meio, o serviço teve uma expansão inédita no Maranhão.
Quando Roseana Sarney deixou o governo, havia cinco unidades fixas do Viva/Procon no Estado. A falta desse serviço em regiões do Maranhão muitas vezes obrigava longos deslocamentos para quem morava em cidades pequenas ou povoados.
Após 2015, no governo Flávio Dino, houve uma expansão contínua do Viva/Procon. Agora em 2018, foi atingida a marca de 50 unidades fixas no Maranhão. Em relação ao governo Roseana, o aumento foi de 10 vezes.
De acordo com o governo, os serviços agora custam bem menos para os cofres públicos. A economia no período foi de 72%.
Além das unidades fixas, há as unidades móveis para fazer o atendimento onde não existem os prédios. São 12 veículos, entre eles carretas com acesso para cadeirantes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário