sexta-feira, 18 de dezembro de 2020

Jornalista Régis Marques morre vítima do Coronavírus em São Luís

Vítima do Covid-19, faleceu esta tarde na UTI do hospital Centro Médico, o jornalista Régis Vera  Cruz Marques, um dos mais experientes e competentes comunicadores de sua geração. Atuou em vários órgãos de comunicação, como Jornal de Hoje e Diário do Norte e foi diretor de Comunicação da Assembleia Legislativa do Maranhão.

Era filho do saudoso jornalista Vera Cruz Marques, que foi cassado pelo golpe de 1964. Ele estava internado naquela casa de saúde a esposa dele, Neusa Marques continua internada, mas sem gravidade, também por conta do coronavírus.  Muito amigo do falecido, o jornalista Nonato Reis escreveu o texto abaixo, em suas redes sociais:

“Perdi o chefe Régis”

“Nós nos tratávamos de “chefe”, e isso vem desde os tempos do Jornal de Hoje, quando exercíamos a mesma função de secretário de redação. Eu, do Segundo Caderno; ele, do Primeiro. Tinha um carinho fraternal por ele. Era impulsivo, bravo, chorão … um menino. Quantas vezes calei para evitar confusão com ele. Regis era movido a paixão. Não tolerava crítica. Com ele era 8 ou 80. Foi quem me levou para as redes sociais e me fez tomar gosto pela literatura. Isso em um tempo em que a palavra blog era quase um palavrão. Quando sua netinha Alice foi “encomendada”, ficou sem chão. Veio ao meu apto desabafar. Chorou feito criança. Eu, tocado de emoção, profetizei: “Essa menina é uma bênçâo de Deus. Vai ser a razão da sua vida, daqui para frente”. E foi. Os dois, de tão unidos, pareciam feijão com arroz… Escrevo esse texto sob o peso das lágrimas. Acabo de receber a notícia do falecimento do meu querido “chefe”. Regis Marques, que tanto vaticinou sobre a própria morte, foi ser luz no céu. E nos deixou a todos órfãos de sua explosão de amor. Que Deus o receba em sua infinita misericórdia”. (Djalma Rodrigues)

Nenhum comentário:

Postar um comentário