sexta-feira, 27 de novembro de 2020

Homem compra tijolos achando que era maconha: "Não existe mais traficante honesto"

A polícia de Minas Gerais prendeu quatros homens e uma mulher, com idades entre 22 e 41 anos, durante uma operação em quatro cidades na quinta-feira (26). Um dos presos teria comprado tijolos comuns achando que seriam de maconha. As informações são do jornal Estado de Minas.

Durante a operação, a polícia apreendeu 35 papelotes de cocaína e mais duas pedras da mesma droga, que ainda não tinham sido fracionadas, dois tabletes de maconha, uma balança de precisão, materiais usados para a embalagem de entorpecentes, R$ 3,6 mil em dinheiro, dois aparelhos celulares, oito pacotes de cigarro contrabandeado, além de um veículo.

As investigações começaram no início deste ano, após uma denúncia anônima. Além do tráfico de drogas, a operação também teve prisão por violência doméstica e roubo nas cidade de Nova Resende, Guaxupé, Bom Jesus da Penhas e Campo Belo.

“Não existe mais traficante honesto”

De acordo com a polícia, um dos presos, de 35 anos, teria pago cerca de R$ 1,5 mil por tabletes de maconha, mas recebeu um tijolo comum prensado. Conforme o delegado Manoel Nora, durante as investigações, os agente interceptaram uma conversa do traficante com o vendedor.

“Captamos a transação e o homem estava muito bravo com outro traficante, que vendeu o tijolo falso. Ele estava cobrando uma postura ética desse traficante. ‘Não existe mais traficante honesto hoje em dia’. Ele tinha dado o prazo para outro traficante fazer a troca desse tijolo”, disse o delegado ao jornal Estado de Minas.

Segundo a polícia, ele seria um dos articuladores do tráfico da região. A esposa dele, de 24 anos, também foi presa. “Ele achou que estando em uma cidade menor, não seria descoberto”, afirmou o delegado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário