domingo, 23 de fevereiro de 2020

Ex-agente penitenciário é suspeito de decapitar jovem de 17 anos e levar cabeça para mãe dela


Uma adolescente de 17 anos foi morta a facadas e depois decapitada na madrugada de ontem em Rio Branco, capital do Acre. Segundo a Polícia Civil, o principal suspeito do crime é o companheiro da vítima, um ex-agente penitenciário que não teve a identificação revelada.

Após matar a jovem, o criminoso caminhou uma quadra com a cabeça da jovem e colocou na frente da casa da mãe dela.

A vítima é Larissa Aurélia da Costa Silva. A morte foi precedida de uma discussão, segundo as investigações. Os dois estavam juntos há dois anos.

A Polícia Civil não informou se havia alguma medida protetiva contra o suspeito ou se a adolescente já havia denunciado alguma agressão.

Segundo a corporação, o homem foi exonerado em 2013 por improbidade administrativa após ser flagrado entrando em um presídio com fermento biológico para a fabricação de uma bebida alcoólica conhecida como ‘maria louca’.

Gilberto Lima

Nenhum comentário:

Postar um comentário